26 ago 2012

As crianças me odeiam!!!

Categoria: Au Pair is..., Medo

Por:

Resolvi voltar ao meu primeiro dia na casa da host family para compartilhar com vocês o terror que foi conhecer as crianças.

Já adianto que não quero desanimar ninguém. Leia até o fim! haha

birra5

Cheguei nos EUA dia 19 de setembro de 2011 e na casa da host family na quinta-feira seguinte, dia 22. Minha host me encontrou no aeroporto de Newark e lá fomos pra casa.

Quando chegamos, as crianças estavam fazendo homework na cozinha. Depois de um oi por obrigação, voltaram os olhares pro caderno e ‘tchau Au Pair’.

Hora do jantar. Nada. Nenhum olhar, respostas curtas, sem muitos sorrisos pra mim…

Para ajudar, eles estavam de saída para um acampamento de final de semana, assim eu teria tempo de me adaptar e os pais poderiam me explicar tudo sobre rotinas, direção etc, etc.

Tá, então vou ajudar a fazer a mala, já que só encontrarei com eles no domingo.

Silêncio de novo. A host fala, eu falo, eles ignoram.

Minha noite foi chorar, chorar e chorar.

Quando eles voltaram, estavam um pouco mais maleáveis, me contaram um pouco sobre o acampamento e umas outras poucas palavras.

Foi assim por uns três dias. Juro que não houve falta de tentativas. Até ‘sermão’ eu passei neles, dizendo que eu gostaria de ser amiga deles, que passaríamos bastante tempo juntos e que eu estava me sentindo mal com a maneira que eles estavam me tratando.

Daí eu parei um pouco e raciocinei como adulto. Aliás, como a pessoa adulta que eu deveria ser na situação.

Poxa, eu estou na casa de estranhos, em um quarto estranho, em um país estranho…mas eles só tem 10 anos e eu sou uma ESTRANHA dizendo pra eles o que fazer ou não. Eles são crianças e sou, definitivamente, uma estranha.

Claro que, em alguns casos, a relação realmente não funciona e acontecem os rematchs das vida. Mas isso não é regra, que fique bem claro. Conheço muitas meninas que passaram coisas piores que eu e hoje são carne e unha com as kids…assim como eu.

Pouco a pouco, com aquele jeitinho lindo que brasileiro tem de encantar estrangeiro (to me achando! hahahah), saquei qual era a dos dois e a amizade aconteceu de maneira natural. Tem bronca, tem ordem, mas também tem muita risada, companheirismo e carinho.

E sabem da melhor? Sem que eu perguntasse nada, eles contaram que me ignoraram no primeiro dia de propósito. Eu posso com isso? ahahah Eles disseram que não me conheciam e, por mais que soubesse sobre uma nova Au Pair (eles sempre tiveram uma a cada ano), nunca tinham se acostumado em receberem estanhas em casa.

Se você tem objetivos claros e determinação, NUNCA vai deixar que te abalem. Assim também é com as host kids. Leva tempo, mas tudo flui. São crianças e precisam de coisas que SÓ você vai proporcionar. Afinal, foi por isso que você foi ESCOLHIDA para estar na casa deles.

PS: Só para dar um exemplo, estou postando da biblioteca da minha cidade, pois tenho que esperar minhas kids saírem do Youth Center, aqui ao lado. Eles me mandaram, em 20 minutos, 14 SMS com ‘oi’, ‘ganhei no bilhar’. ‘estou comendo sorvete de morango’, entre outros! ahahah Vou sentir muuuuita falta deles!

3 comments

  1. Luana Heck disse:

    Olá…
    No meu caso, cheguei e já estava quase na hora das crianças dormirem…me deram um oi e mais nada…
    no outro dia a menos, que na época tinha 4 anos, já se msotrou mais amável, mas com os outros 2 de ( 7 e 9 anos) foi mais difícil.
    Acho interessante você notar o que as crianças gostam de fazer e se mostrar interessada, isso ajuda muito.
    Com a menina de 7 anos, eu escrevi uma cartinha cheia de adesivos, falando que queria ser amiga dela..contando um pouco sobre mim…e depois disso, tudo mudou!!!
    Cada caso é um caso. Mas é normal, somos inicialmente uma estranha que chegou para cuidar de alguém que nem conhecemos!

  2. Carol disse:

    Os pais dessas crianças foram bem camaradas com vcs heim meninas.. Acho que eles deveriam conversar com as crianças antes, dizer que vão ter uma amiga morando em casa por um tempo, para acompanha-las nas atividades e cuidar delas..seria bem mais fácil..
    Bom saber disso que quando for para minhas entrevistas vou querer estabelecer contato com a família e com as crianças antes de embarcar, justamente para não passar por isso!

    Kiss for All!

Leave your Commnet!