5 fev 2016

TUDO O QUE VOCÊ SEMPRE QUIS SABER SOBRE SER AU PAIR – #UMAPERGUNTAPORVEZ

Categoria: Atividades, Au Pair is..., Cultura, Dicas

Por:

UMA PERGUNTA DE CADA VEZ.

Olá olá, maoew, hi, holá! Antes de me jogar de cabeça nessa vida de Au Pair, qualquer informação nova que chegasse até mim, me fazia vibrar de tanta curiosidade e empolgação. E as dúvidas então?! Cada dia surgia uma para acabar com a minha paz, por isso resolvi criar o quadro UMA PERGUNTA DE CADA vez aqui, onde você também pode participar me perguntando o que sempre quis saber! Para quem não sabe, existe um grupo no Facebook criado especialmente para sanar QUALQUER dúvida que qualquer pessoa tenha à respeito do programa. Abri um espaço para as meninas me perguntarem o que quiser e o resultado tem gerado perguntas muito boas. Em cada post do blog, vou tentar responder com o máximo de detalhes possíveis o que cada uma de vocês me perguntarem, certo meu povo? ENTÃO VAMOS LÁ!

“Qual a regra da sua casa, da sua família que você menos gosta? (Regra imposta pela casa, não pelo programa).” – PERGUNTA DA GABRIELLA TEIXEIRA, DE SÃO PAULO

RESPOSTA: Gabi, não sei se o fato dos meus host parents serem novos influencia nessa questão, mas eles se mostram bem abertos comigo quando o assunto é regras da casa. Até mesmo porque é MUITO IMPORTANTE você extrair o máximo de informações possíveis antes de fechar o tão sonhado match. Eu me lembro que fiz pelo menos umas mil perguntas durante o primeiro Skype que tive com a família ainda no Brasil, mas ainda assim, como é um momento onde a gente fica muito ansiosa (o), pode acabar esquecendo de perguntar uma coisa. Quando isso acontece, o melhor a se fazer é ter jogo de cintura e tentar resolver o assunto antes que ele se torne uma bola de problemas. Vou listar abaixo uma série de coisas que eu me sinto à vontade para fazer, mas que já vi algumas meninas terem problema com isso. Lá vai:

1- Posso convidar amigas para dormir em casa desde que eu avise e que eles conheçam a pessoa antes. Posso dormir fora aos finais de semana quando eu quiser. Vamos ter bom senso, seus pais brasileiros diriam o mesmo, né não?!

2- Não tenho curfew aos finais de semana. Pra quem não sabe, curfew é o horário que os hosts parents façam questão que você esteja em casa caso saia para a balada e afins. Durante a semana, eu devo estar em casa em um horário razoável para que possa descansar antes de trabalhar no outro dia, mas um horário certinho mesmo eu não tenho.

3- Posso pegar a comida que eu quiser da geladeira. Onde eu moro não tem miséria não! Inclusive, eu assalto a dispensa bonito em algumas noites.

4- Minha host não liga que eu use o celular durante o trabalho desde que isso não interfira nos cuidados que preciso ter com o bebê.

Bom, é isso Gabriella, eu sei que sua dúvida não foi respondida na exatidão que você pretendia, porém se atente para a lista acima. Como eu disse, já vi muita gente reclamando por não se sentir à vontade fazendo coisas do tipo na casa da host family.

E se você também tem uma dúvida, é só mandar no email beatrizbigarello@outlook.com colocando no título UMA PERGUNTA DE CADA VEZ, que terei o maior prazer em te ajudar!

Beijos e até a próxima edição do quadro #UMAPERGUNTADECADAVEZ

 

No comments

6 dez 2015

Como é o Natal nos Estados Unidos

Categoria: Au Pair is..., Cultura, Dicas

Por:

Oi Gente,

 

Pra quem não sabe o natal aqui é um pouco diferente, e resolvi citar essas diferenças para vocês.

Eles realmente levam natal a sério, principalmente as histórias do papai noel. As crianças crescem acreditando no papai noel até uns oito, dez anos de idade. Isso porque os pais sempre cultivam a história.

Todo anos eles montam as árvores, com seus ornamentos simbólicos. A maioria dos ornamentos se dá a uma data ou ocasião especial, como nascimento de um novo filho, idá a faculdade e etc.

Eles geralmente fazem uma grande ceia na noite do dia vinte e quatro, e depois colocam todas as crianças na cama. Depois disso eles colocam todos os presentes na árvore para a manhã seguinte. As crianças geralmente deixam um copo de leite e alguns biscoitos perto da lareira para quando o papai noel vier poder comer, e geralmente quem come são os pais haha.

Eles também sempre colocam suas stocking na lareira (são aquelas meias do papai noel que sempre vemos nos filme) e cada um tem a sua. E também ninguém pode comprar sua própria meia, você tem que ganhar de alguém. Eles geralmente mantêm as mesmas meias de quando eram crianças.

E não esquecendo da minha parte favorita o Elf on the shelf, explicando melhor é o elfo ajudante do papai noel que vem visitar as crianças todos os dias para saber como eles estão se comportando. E ao final de cada dia eles voltam ao polo norte para contar tudo para o papai noel, ou seja, as crianças se comportam sempre muito bem na frente desse bonequinho engraçado. A cada ano as crianças dão a ele um nome diferente e sem contar que elas não podem tocar nele, porque ele pode acabar perdendo toda sua magia e não encontrar o caminho de volta para o polo norte. E na verdade quem sempre está trocando o elfo de lugar são os pais, e ele sempre vai estar em lugares inusitados ou em situações engraçadas.

 

Eu também fiz um vídeo falando sobre isso então corre ver. https://www.youtube.com/watch?v=eFDM0iy7akk

2 comments

3 dez 2015

TAG: Bilingual

Categoria: Au Pair is..., Cultura

Por:

Hello Everybody,

Eu fiz um vídeo sobre a TAG Bilingue e ficou bem legal. Esse foi meu primeiro vídeo em inglês. Espero que gostem e entendam haha Beijoos

 

No comments

2 dez 2015

Você sabe o que é Au Pair?

Categoria: Au Pair is..., Cultura, Dicas, Viagens e Passeios

Por:

A expressão au pair, em francês, significa “ao par” ou “igual” e tem sua origem na ideia de paridade econômica entre serviços trocados. Originalmente referia-se ao trabalho fornecido em troca de alojamento e comida, com ou sem remuneração. Daí surgiu a expressão travailler au pair, bem como, jeune fille au pair, que existe desde o século XIX e foi posteriormente reduzida para au pair. Simplificando tudo isso, Au Pair é um programa de intercâmbio cultural onde você tem a oportunidade de morar por até dois anos no país escolhido (a maioria dos pacotes se restringem aos EUA – mas é possível encontrar agências que oferecem o programa em outros países) cuidando das crianças de uma família americana. Os benefícios são muitos! Por semana, você recebe um salário de US$ 195 dólares. Além disso, você também ganha uma bolsa de estudos no valor de US$ 500 dólares para fazer o curso que quiser. Para explicar mais detalhes sobre o programa, separei as perguntas mais frequentes em tópicos para você entender direitinho onde estará se metendo caso resolva encarar o desafio. LET’S GO!

Por onde eu começo?
O primeiro passo é escolher uma agência de intercâmbio especializada no programa de Au Pair. As mais conhecidas são: Experimento, CI e STB. Todas essas agências são representantes das organizações que colocam as candidatas em contato com as famílias americanas. São elas: Au Pair in America, Au Pair Care, Cultural Care, entre outras. Não existe uma agência melhor ou pior. Você deve escolher aquela que vá de encontro com suas necessidades e com seu planejamento. Pesquise e escolha através daquilo que mais te agradar.

Quais são os pré-requisitos?
Bom, você precisará ter no mínimo 200 horas de experiência com crianças (é necessário comprovar tudo isso), 18 anos, CNH (antes que você surte – a PERMISSÃO também é válida), ensino médio completo, inglês intermediário, ser solteira e sem filhos.

Qual o valor do programa?
Isso varia de agência para agência. No meu caso, eu escolhi a Experimento e os custos do meu programa serão: R$ 795 reais de taxa para a agência brasileira na inscrição do programa, US$ 860 dólares para a agência americana quando você tiver fechado com a família (famoso MATCH) e os custos do passaporte (caso você ainda não tenha) e do visto. Você não paga passagem aérea e tem direito à um treinamento em NY com alimentação e hospedagem em hotel 4 estrelas nos 4 primeiros dias.

E depois de fechar com a agência?
Prepare-se, você vai passar bons meses preenchendo uma papelada gigantesca e tentando em vão, fazer um vídeo legal de apresentação para a família. Depois que tudo isso estiver pronto, você fica online no site da organização americana (isso significa que você está pronta para ser escolhida por uma família) e reza para alguém entrar no seu perfil e te escolher.

E depois que eu for escolhida?
Depois disso você vai gritar no grupão “I HAVE A MATCHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!” Mas essa história sobre o “grupão” eu conto depois.

Super beijo,

Beatriz Bigarello.

42050

Facebook – Beatriz Bigarello

Instagram – Beatriz Bigarello

2 comments

22 ago 2015

Palavra em inglês parecidas com o português, mas com sentido totalmente diferente!!

Categoria: Au Pair is..., Cultura, Dicas

Por:

Oi Meninas,

Aqui vai umas palavras que custei a aprender, especialmente por serem parecidas com a nossa em português e ter um sentido totalmente diferente.

 

*Excited – Excitado. Mas não, quer dizer animado! I’m excited to go to the movie theater.

*Pretend – Pretender. Não, pretend quer dizer fingir. I’m pretending to be a bear.

*Intend – Intender. Não, intend quer dizer pretender. I’m pretend go to college soon.

*Content – Contente. Não, eu não estou contente. Quer dizer conteúdo.

*Tax – Taxo – Tax é impost0 ou taxas

*Refrigerator – Refrigerante. Não passa nem perto, é geladeira.

*Notebook – Não é um computador, é um caderno.

*Lunch – Não é lanche, é almoço.

*Library – Não é livraria, é biblioteca.

* Cops – Não é copo, é polícia.

*Bullet – Não é bala de doce, é bala de arma de fogo.

*Relatives – Não quer dizer relativo, quer dizer parentes (familiares).

*Parents – Não são seus parentes, são seus pais. (pai e mãe)

*Actually – Não quer dizer atualmente, quer dizer na verdade. Actually, I really like him.

*Balcony – Não é balcão, é varanda.

 

Espero que tenham gostado. Beijoos

 

 

2 comments