13 ago 2012

Homesick sai deste corpo, ele não te pertence!

Categoria: Au Pair is...

Por:

Hello meninasssss, tudo bem?!  Espero que sim e todas estajam com a saúde nos trinks…

Antes de ir ao ponto que me traz por essas bandas, vamos fazer um resumo da ópera, desculpem pelo sumiço de uma semana, juro que não vai voltar a acontecer, tenho post’s para publicar maaaaaaaaas é que tem sido um pouco enrrolada a minha vida, estou com mil planos e ao mesmo tempo mudo esses mil planos no estilo telesena de hora em hora. E  quanto ao meu coração, nossa minha gente a coisa tá daquele jeito, que jeito nao sei…. Estava falando com o dito cujo brasileiro (lembram do safado que assumiu namoro assim que eu cheguei aqui), todos os dias, e o piorrrrrrrrrrr via skype, mas como eu disse ESTAVA, depois de uma DR fatidica, ele deu um gelo, e eu estou no congelador sem aviso  prévio de saída. A meu eu sabia que isso iria acontecer, não adianta ele tem namorada e uma hora um dos dois ia parar com a palhaçada, e eu estupidamente deixei ele dar o primeiro passo, masssssssss se alguem souber sobre como desistir de uma pessoa que já desistiu de você, manda a receita para o meu e-mail, coração implora por soluções imediatas. Eu não tenho UMA amiga que tenha apoiado tudo isso, pelo contrário todas estão mais do que felizes com o gelo de quatro dias dele, mulher é besta conta até os minutos se deixar , as meninas me  lembram toda hora que eu sou uma diva, na hora que um coração ta partido a modestida tem que ir láaaaaaaa para …. O mais engraçado foi minha amiga Gi, que falou: _ Ná pelo nipe na namorada dele dá para ver que ele não tem muito tato nem dom para selecionar kkkkkkkkkkkk Então minha querida sai, sai que você é mais, ele é assim tipo net mas não é uma net.

Ai se deixarem eu vou falar até amanhã, estava escrevendo sobre outros assuntos, quando derrepente a fofa que me acalmou na segunda entrevista de visto soltou lá no grupo Au Pair  que estava super mal de homesick, em seguida minha amiga Marceloviski um dos meus amores aqui também me joga essa e eu que acabei de voltar das terras brazucas, fiquei uma semana na praia longe das minha cabruncas, falando na praia todo dia com o sujeito, FIQUEI DOIDA!

Hoje eu vi um especial sobre as olimpíadas, e veio um misto de sentimentos, várias lágrimas e muitas caraminholas nessa minha cabeça. Como eu já disse o programa au pair é muito mais que um intercâmbio, é um programa de desenvolvimento, onde todos os nossos sentimentos são colocados a prova com uma intensidade absurda. Até hoje eu lembro do dia que eu sai do treinamento e fui para aeroporto e lá fiquei por quatro horas, do tanto que chorei quando vi um avião com uma bandeirinha do Brasil,  daquela aflição e do frio na barriga que me dava de pensar  como iria ser. Nós sabemos de todas as regras, conversamos com a familia antes, temos uma ideia o que vem por ai, BUTTTTTT/ MASSSSSS (quem foi o sem glamour que inventou essa birosca dessa palavra que sempre detona o meio e campo), existe um inesperado, existe aquele medo de como vou lidar com aquilo, é essa lua que vou ver durante 365 dias. Eu que sou toda forte, quando liguei para os meus pais pela primeira vez, já na casa da Host Family, não consegui dar nem oi, já chorei , chorei e chorei. Minha mãe me deu todos aqueles incentivos que mãe dá, mas juro foi muito, muito dificil. Mas passou, aos poucos eu fui conhecendo as meninas, fui conhecendo a cidade, fui me adaptando e fui vendo que tudo aquilo era o que minha vida pedia e eu tinha medo de dar, eram sensações que só chegaram quando dei uma chance ao desconhecido.

Assim eu encaro a homesick, nessa vida de AP ela vai chegar várias vezes, nossa quando você acha que esta forte que coloca aquele salto, ai que  ela vem, mas depois de algumas, a coisa começa a virar fichinha, tipo aquela TPM que nós sabemos que é um saco vezes dez, mas minha gente passa e como passa.

Eu passei por diversas situações que doeram demais, nossa meu primeiro aniversário (alias minha gente ta chegando o meu por ai, presentes são sempre bem-vindos) que eu imaginava aquela super comemoração, adivinhem  eu mudei  de familia, perdi o show da Colbie Caillat em Denver porque tive que vir para nova familia, minha amiga maravilhosa e especial Tassi encontrou ela no camarim e ela tirou uma foto com meu nome e por fim eu não tinha amigas aqui nessa região e minha HF é bem americana daquelas que não costumam dar abraços apertados iguais os brasileiros ou seja nem um abraço eu ganhei, pobreza absoluta e plena….. diria mais isso não foi nada DIGNO.

Olha ai meu nomeeee!

Olha ai meu nomeeee!

O mais dolorido de todos foi quando meu tio morreu, quem me consolou foram as minhas orações, foi a mais dificil das lições.

Nesses dias também chorei horrores, e nesses momentos de homesick era o Alfredo (nome dado carinhosamente ao meu travesseiro) que me acolhia e secava minha lágrimas, o objetivo sempre foi maior e desde o começo eu sempre coloquei para minha pessoa: Benhe um ano você vai segurar essa onda é por um ano, e se dúvidar vai fazer desse  o melhor da sua vida. E não é que deu certo?! Se não desse eu nao teria renovado, não é?!

E o que tem tudo isso com as olimpíadas, meninasssss o que foi aquele jogo de vôlei da seleção brasileira feminina?! O que foi esse ouro?! Me digam?!  Para mundo que elas vão descer no tapete vermelhor que merecem. O primeiro jogo para o meu total desespero e extrema alegria da não bem vista Homesick, eu assiti com a familia da minha host, e ela e as duas irmãs são ex jogadoras de vôlei e conheciam todas as jogadas das americanas e vibravam dizendo, desculpe Naiara mas esse ano é nosso. Oi?!A tá, senta lá Cláudia… Pois é perdemos, e eu ouvi vários Sorry, ahhhhhhhhhh eu amo assistir esportes mas quando o time que eu torço perde, meu humor vai no chão mais rapido que a melancia vai na velocidade 5 do creu. Quando elas perderam fiquei brava, fico nervosa parece que fui eu que sofri um fracasso.  Mas vamos lá, só estava começando o babado.

Elas foram passando e passando, chegou a seleção russa e meu aquele jogo meu coração foi no cotovelo e voltou um milhão de vezes, sim sim sim a coisa estava de um modo fora do normal. Elas deram um banho, chegaram na final com uma confiança incrivel, só que encontrariam as favoritas again, e o primeiro set foi um pesadelo, assisti na internet com o pc travando toda hora e foi um pesadelo isso e o set, já soltei um : já era meu ferrou a coisa toda.  Mas derrepente, no segundo o que foi aquilo, o terceiro e por último o quarto set, ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh me deixa que hoje eu sou Brasileira com muito orgulho e com muito amor, aquelas meninas escreveram uma história que nem o melhor roteirista de todos os tempo conseguiria  colocar no papel com tanta maestria, fala sério!!!!! Foi demais,  mostraram para o mundo o que é ter um sonho e lutar por ele a duras penas.

Quantas pessoas não esperam pelo fracasso alheio, para justificarem os seus proprios, sempre vai existir um que vai duvidar se você vai conseguir ou não. Mas isso é só com você, é uma briga diaria e seu maior desafiante é você mesmo gata, diante de tais jogadoras brasileiras, desacreditadas por todos até pela própria pátria, sairam no puro glamour soltando brilhinhos de magia e mandando beijos me liguem, quem somos nós diante de uma homesick?! NADA BIXA….

"Entre outras mil és tu Brasil, óh pátria amada..."

"Entre outras mil és tu Brasil, óh pátria amada..."

Entãoo meu bem sambe na cara deste mal e mostre quem manda no pedaço,  sofra ela por um tempo determinado, depois  ache o que fazer,  procure  uma as melhores coisas da vida …AMIZADES,  se você vai para uma cidade que nunca conheceu (o que acontece com 99% as AP’s) existe um mundo de coisas mágicas e incriveis para se conhecer e vá linda sacudindo o cabelo diante do povão, porque ninguem tem o gingado de uma brasileira que diga Marisa Monte no fechamento ahhhhhhh MEU BEM. Enquanto isso no lustre do castelo o relógio me mostra que já entrei em um novo dia e amanhã vem mais um desafio, daqui a pouquinho eu volto….

Vai dar tudo certo!!!

Vai dar tudo certo!!!

Não desistam, façam isso acontecer…. Um sonho só vale quando for vivido, independente de conhecer ou não, torço por vocês! Em especial hoje,

Um beijo, um cheiro e um queijo para Michele e Marcelet’s M&M’s vocês possuem o poder!

8 comments

  1. Thatyana disse:

    Oi mocinha que mora logo ali. Qta saudade de ver esse sorriso de perto e poder te aquele abraço e dizer.. Meeeu bemmm vc pode muuuuito mais… Deixe aquele “mano brown” pra la se é que me entende rsrs.. Vitórias mil estão em seu caminho, da até pra ver acredita? Bjoca na ponta do nariz.. Cuide-se sempre.. I miss you ♥

  2. Tamires disse:

    Ahh eu amei esse post!!! Td encaixadinho… desencana desse bof q n tem nada a ver com todo o seu brilho. Bjsss

  3. Tio Marcelo disse:

    um beijo e cuide-se…

  4. Luana disse:

    Por que você mudou de familia?

    • Naiara disse:

      Hummm se eu fosse te responder tudo daria um novo post, mas para resumir.
      O principal motivo foi que minha host perdeu o emprego, e meu futuro estava mega incerto e minha rotina mudou completamente.
      Tambem teve outros motivos, um deles era que uma hora ela era uma pessoa maravilhosa e em outras fazia coisas que me magoavam, eu nao sabia o que viria. Detalhesss que ateh dava para suportar.
      O famoso rematch para minha pessoa nao foi um bicho de sete cabecas, eu recebi e-mail de vinte familias e falei com treze, masssss foi bem dolorido principalmente porque eu tinha amigas, jah estudava, comecei a me apaixonar pelo lugar (Colorado) e era completamente apaixonada pelos meus kids principalmente pelo baby, nossa ficar longe dele doeu horroresssssss. Ainda sinto falta, eu tentei manter contato porque queria muito ver os meninos de novo mas minha antiga host nao quis. Fazer o que?!
      Bommmmmm, mas foi uma experiencia que acrescentou muito na minha vida e eu sou muito grata por ter conhecido um dos lugares mais lindo do mundo.

Leave your Commnet!