20 mai 2015

Mom stays at home…

Categoria: Au Pair is..., Dicas

Por:

Oiii Meninas,

Vamos lá, esse assunto é bem complicado, com opiniões bem diversas, porém neste post vou falar como foi o meu caso! Já escutei muitas historias, muitas reclamações, por isso não levem apenas como base a minha história com a minha família :) Mas saibam que existem casos bons e casos ruins.

Bom como vocês sabem pelos posts anteriores, eu fechei com a minha sexta família, pois tinha me sentido muito confortável com eles. Um ponto que acaba sendo muito discutido, é sobre mães que trabalham ou ficam em casa sempre. E esse foi o meu caso, fechei com uma família que a mãe não trabalhava e ficava em casa o dia todo. A principio ela estava querendo abrir a própria empresa, mas isso não deu muito certo, vocês saberão adiante o porquê. Cheguei na minha então querida casa, com os meus três pimpolhos, e que eram suuuper grudados na mãe!

Fiquei com a minha host por 1 ano, todos os dias em casa com ela praticamente, a minha baby e o meu menino online slots de 4 anos que só vai para a escola três dias por semana, e o menino de 6 anos vai para a escola todos os dias! O grande ponto positivo de ter ela sempre do meu lado foi que minha host era suuuper aberta, sempre dividiu assuntos pessoais comigo, eu dividia com ela e ela me ajudou demais com o inglês. Gostava muito de ter ela por perto, ela também me ajudava muito com as crianças.

Com o tempo teve alguns pontos negativos, como disse as crianças eram bem apegadas a mãe, o que acabou complicando um pouco a minha vida, pois eu não tinha autonomia nenhuma sobre elas, até que um belo dia cheguei e conversei com minha host e acabamos percebendo que eu estava mais cuidando da minha baby e com ela eu poderia fazer as coisas sem grandes dificuldades, porém ela também chorava horrores quando a mãe queria sair. Com o tempo essa situação foi me estressando bastante. Confesso que fiquei bem cansada, eles gostavam de mim, mas nunca queria sair de perto da mãe, era sempre uma choradeira para ir em qualquer lugar comigo, e isso acaba desgastando.

Aguentei essa situação pois eu realmente era da família, gostava deeemais deles! Eu consegui enxergar pontos positivos e negativos, e sinceramente eu não me arrependo, eles sempre serão minha família americana :), converso e visito eles sempre, hoje as crianças choram por mim, choram para me ver, a situação mudou! Pois eu extendi com outra família por seis meses, mas continuo aqui em DC, então sempre posso ve-los, e vejo o quanto fui feliz lá e o quanto sou feliz hoje, agradeço sempre a Deus por ter me dado duas famílias maravilhosas, independente de algumas dificuldades! :)

É isso ai meninas! Espero que tenham gostado!

beijão!

2 comments

  1. Ana Alice Rohr disse:

    Oi Sara,

    Amei o post! Estou online aguardando uma família, espero encontrar uma especial como as suas :)

    bjss

Leave your Commnet!