25 fev 2015

Namoro X Intercâmbio ??

Categoria: Au Pair is...

Por:

Sobre relacionamentos a distância…

Eu sou uma pessoa suspeita a dizer, mas mesmo assim vai aqui minha singela opinião e experiência sobre o assunto.

Antes de me tornar uma Au Pair eu estava namorando a mais de um ano e meio. Meu namorado sempre me apoiou nessa decisão, estava comigo em todos os momentos, inclusive ele foi comigo na agência para fechar o programa. Ele foi uma das peças chave para o meu intercâmbio, porque sem ele eu não estaria aqui. Eu pensei em desistir várias vezes e ele sempre me pois para cima.

Depois do meu match, estava combinado que não continuaríamos juntos. Que cada um teria a liberdade de fazer o que bem entender mas que iríamos esperar um pelo outro. Eu sempre tive na minha cabeça que se fosse para ser, seria! E não queria vir para cá comprometida e cria coisas na minha cabeça do que ele estaria fazendo no Brasil e etc.

Nós terminamos há um meses atrás. Mais não pelo fato da distância, mais por parte minha.

**** O que quero dizer com isso, é o seguinte:

Se você tem lá o seu namoro, rolo, amigo colorido, whatever* E está pensando em ser au pair, ou tá no processo ou coisa do tipo. Aqui vai meu conselho, não deixe de vir por causa de ninguém. Muitas meninas acabam ficando com medo de vir por causa do namorado e etc e acaba não vindo. Você tem correr atrás dos seus sonhos, e se não for você a conquistar, ninguém vai trazer para você embrulhado numa caixinha de presente haha.

Já vi meninas voltarem pro brasil e casar, estar namorando aqui e dar super certo, meninas que estão noivas e tão preparando o casório para quando voltar brasil e etc. Não se baseie na minha história, por que cada relacionamento é diferente e cada história é uma história. Eu terminei com meu namorado, não porque estávamos distantes, ciúmes ou coisas do tipo. Mas porque eu mudei, desde que vim para cá eu comecei a ver coisas de uma forma diferente, e minhas prioridades agora são outra, eu quero estender o meu programa e não seria justo pedir pra ele me esperar por mais um ano. Eu não posso parar a vida dele enquanto eu faço a minha, então, achei melhor terminar. E se um dia eu voltar pro Brasil quem sabe a gente volta. Mais tenha na sua cabeça o seguinte: O que for pra ser, será!

Venha sabendo que pode acabar casando com seu namorado tendo filhos e etc, mais que também vocês podem acabar terminando ou coisa do tipo.

Esse texto, foi mesmo para vocês saberem os dois lado da moeda. Espero que tenha ajudado, beijoos :*

 

 

9 comments

  1. Roberta disse:

    Acho corajosa a sua atitude mas eu nao concordo em separar… Tudo bem que o que tiver que ser será, mas quando assumimos um compromisso, um NAMORO sério por exemplo, não acho a decisao mais sábia terminar um namoro, cada um segue a sua vida nesse tempo.
    Namoro ha um pouco mais de 3 anos e estou planejando ser au pair ano que vem. Ele tbm esta sendo minha chave principal de incentivacao e motivacao, e vamos ambos esperar um pelo outro. Na teoria ficarei 1 ano só, quem sabe eu estenda no max por mais 6 meses. Concordo que não podemos nos prender e deixar de fazer alguma coisa por ninguém (deixei de prestar para o ciencia sem fronteiras ha 2 anos pq foi quando começamos a namorar). Agora vou corrigir meu erro e realizar meu sonho que é o intercambio, ate porque agora ja estamos mais maduros e vai ser mais “fácil”.
    Pra mim terminar um namoro pra ficar um ano ou mais livre pra ficar e fazer o que quiser com quem quiser não é amor de verdade… E acredito que eh nesses casos que a maioria dos casais nao voltam. Ao contrario, conheço muitos casais q ja ficaram ate 2 anos longes e estão juntos agora.
    Eh so minha opiniao!
    Te desejo sorte e muito sucesso no seu au pair! Nao espero a hora de ir!!!

    • Anne Cristina disse:

      Oii Roberta,
      Relacionamentos a distância são um caso complicado, exatamente porque, como eu disse, cada caso é um caso. Eu sempre achei melhor terminar, justamente para não criar intrigas e motivos de desconfiança. E que também sabia que seria um ano incrível na minha vida (e está sendo excepcional) e que queria aproveitar tudo que eu pudesse. Nós namoramos por dois anos e meio e foi quando eu vim pra cá e ficamos até os três anos e terminamos. Pra mim amor de verdade é quando você quer ver a pessoa feliz independente se ela está ou não ao seu lado, e uma das maiores provas do amor dele, foi que ele entendeu a minha decisão e me apoiou por querer me ver feliz. Eu sai do Brasil com intenção de voltar e morarmos juntos, tinha uma vida planejada com ele. Desde que eu cheguei aqui, há sete meses atrás, minha visão sobre váriaaas coisas mudaram totalmente.
      O intercâmbio ele meche com agente em minúsculas coisas das nossas vidas, personalidade e etc e acabam fazendo um puta diferença! Eu não to querendo dizer que você e o seu namorado vão terminar ou não vão ficar juntos, claro que não, por isso eu disse não se baseie na minha história. Mais tenha na sua cabeça o seguinte, você vai mudar, pode ser em pequenas coisas mais você vai mudar, seus pensamentos de agora não serão os mesmo. E o que sempre digo é venha preparada pra tudo, e se permita!
      Desculpa se eu falei algo que te machucou ou coisa do tipo, minha intenção é só passar minha experiência, e como as coisas funcionam por aqui.
      Boa sorte no seu processo e não desiste não! beijoos :*

  2. Odete Prizon disse:

    Oi Anne Cristina. Parabéns! Vc foi sábia tendo agido como agiu. E a experiência provou que vc estava certa. Que bom que existe gente que pensa. Penso que vc deve ser jovem. Que bom que exista jovem com os pés no chão, hoje em dia. Deus te abençoe. Se vc quiser (e puder – tiver tempo) ser minha amiga, meu e-mail com WhatsApp: odeteprizon@gmail.com
    Boa sorte, sempre. Parabéns para o namorado tb. Bj

  3. Gabriela disse:

    Oii Anne! Eu amei seu texto, sua atitude, e suas sábias palavras. Se pudesse por favor me mandar um email me falando sobre sua decisão e sobre como é etc, por favor : gabizinha_1502@hotmail.com
    Tenho alguns anos pela frente até os 18, mas é um sonho, e estou olhando para ele desde já.
    Beijoo

  4. Guilherme disse:

    Oi, eu gostaria de ser, porém sou homem.
    Tem algum problema? Obrigado :)
    Me manda um Email respondendo?
    (guilhermestallmach@gmail.com)

  5. Anonimo disse:

    Ridículo seu pensamento, você se sente uma americana? rss
    Vocês se sentem superiores por estar vivendo uma realidade que não lhes pertencem, quando voltarem para o Brasil a realidade de vcs estarão de volta também esperando… Entenda você nunca será uma americana… Com certeza voltara correndo pra seu ex namorado pra buscar o apoio que tinha antes… Se ele for esperto o suficiente não cederá… Provavelmente ele te apoiou nesta decisão como eu apoiei a minha ex namorada, levando pra cursinho de inglês, palestras e etc… servindo apenas como um degrau na escada, o que vc fez é pior que uma traição, é injusto… Acredito que vai fazer como tantas outras au pairs que deram um chá de calcinha nos americanos pra tentar casar e conseguir o tão sonhado green card… Lamentável… Espero que algum dia caiam as fichas de vcs e saibam quanta dor causaram as pessoas que deixaram no Brasil… Pq qdo vc terminou não foi só seu namorado que deve ter chorado, a mãe dele chorou, a SUA mãe também… vc pensou apenas em vc mesma… Egoísta… espero que um dia responda por isso…

    • Anne Cristina disse:

      Com bilhões e bilhões de pessoas na terra, cada um pensa diferente e aqui vai meu pensamento.
      First of all. Morar nos Estados Unidos não me faz sentir uma americana, porque eu não sou, e não quero ser. Estando aqui ou no Brasil eu não melhor e nem pior que ninguém.
      Second of all. Não volto pro Brasil por enquanto, e não voltarei pro meu ex namorado.
      Third of all. Desde que cheguei aqui já senti que Eu mudei, meus pensamentos mudaram e minha visão do mundo mudou. Eu vim pra cá para buscar algo melhor para mim, e se eu ficasse sentada esperando não ia cair do céu. Graças a Deus, desde que sai do Brasil conquistei todos os meus sonhos e desejos. E isso graças a mim, não foi meu ex namorado que me deu, muito menos minha mãe ou a mãe dele. Aprendi a ser egoísta e pensar um pouco mais em mim, e a decidir o que é melhor para mim. Não foi fácil e não é nada fácil. Porque estou sozinha nessa caminhada. E aprendi que não preciso de ninguém para me servir como degrau.
      O que sua ex namorada fez ou não com você, ela teve as razões dela ou whatever. Eu tive minhas razões e não me arrependo nenhum pouco. Porque se eu tivesse no brasil, teria deixado todas essas oportunidades para trás. Estaria casada, com filhos e cuidando de casa, que é o que eu não quero para mim tão cedo!
      E por último. Super concordo que existem várias brasileiras que dão chá de calcinha por ai, Mas você não me conhece. Deveria de saber primeiro a pessoa que eu sou para depois sair comentando. Eu não vivo na sombra de ninguém. Sou muito egoísta para isso!

Leave your Commnet!