4 out 2010

O que pode e o que não pode na casa da Hostfamily

Categoria: Au Pair is..., Cultura

Por:

Como tudo na vida de uma au pair, isso também DEPENDE. Depende do tipo de relacionamento que você tem com eles, depende do tipo de comportamento que eles esperam de você, depende de como eles se comportam, depende da sua personalidade. Muitas coisas podem ser negociadas, por isso é importante manter um diálogo aberto com a hostfamily.

Quem conhece um pouco da minha história como au pair sabe que eu tinha um relacionamento muito bom com a minha hostfamily, e que posso, sem dúvida nenhuma, dizer que eles eram a família perfeita pra mim. Nós conversávamos sobre quase tudo, e tenho que ser franca, não tenho nenhuma reclamação sobre os meus “pode e não pode.” No meu tempo off, eu ia e vinha a hora que bem entendesse, eles sempre me deram muita liberdade, e eu, sempre os avisava para onde estava indo e a que horas pretendia voltar, para que eles não ficassem preocupados. Algumas famílias talvez prefiram estabelecer um curfew, ou seja, determinar um horário no qual a au pair deve estar em casa. Ele pode valer apenas nos dias da semana, ou nos seus dias off também. Já conheci au pairs cujo ano começou com curfew, mas depois ele foi abolido. Conheci outras que não tinham curfew, mas o carro delas tinha.

SlumberParty 1

Na minha época de au pair, eu podia receber as amigas em casa, elas podiam pernoitar lá e eu podia dormir na casa delas também. Eu sempre procurei apresentá-las aos meus hostparents, e passar alguns momentos com eles para que eles também as conhecessem. Eu acredito que esse tipo de atitude facilita as coisas quando, por exemplo, você quer voltar mais tarde ou quer passar a noite na casa delas. Sua hostfamily se sentirá mais tranqüila sabendo com quem você está andando. Afinal de contas, querendo ou não, eles se sentem responsáveis por você.

Quanto ao quarto da au pair, ele é seu, e você, teoricamente, tem o direito de decorá-lo e rearranjar os móveis conforme a sua vontade. Não custa nada perguntar se está tudo bem para os hostparents, antes de colar alguma coisa na parede que vai dar trabalho pra tirar depois. Lembre-se que o quarto pertence à casa deles e que outra au pair vai usar seu quarto depois de você. É o bom senso quem determina o volume da música que você escuta no seu quarto, e pra quem gosta de incenso e velas perfumadas, tenha em mente que a hostfamily talvez não goste. Se o seu quarto for mais afastado, talvez eles não se importem. Não custa nada conversar sobre isso.

2008_girl_eating_hamburguer_sandwich_recicling_illustration_menina_comendo_hamburguer_sanduiche_reclicagem_ilustracaoQuanto a comida e bebida no quarto, cada family tem as suas regras. Eu podia comer e beber a vontade no meu quarto. Eu era daquelas que fazia picnics no quarto, na frente da TV, quando meu seriados preferidos estavam no ar. Desde o início minha hostfamily deixou claro que eu podia fazer isso. Já li em alguns blogs que algumas famílias não permitem isso, e se for esse o caso, respeite a decisão deles. Mas se for importante pra você, converse com eles e explique o seu lado, eles podem mudar de idéia. Minha hostfamily também permitia que eu consumisse bebidas alcoólicas. Eles me tratavam como uma pessoa adulta, e eu respeita a confiança deles. Nunca enchi a cara em casa, nunca trabalhei embriagada, não dirigia o carro quando bebia. Mas eu comprava a minha cerveja e podia deixá-la na geladeira pra beber quando quisesse. Eles eram tão legais, que quando davam uma festa e sobrava bebida, eles sempre falavam pra mim que eu podia ficar com aquilo, já que nenhum deles bebia cerveja.

O carro que eu dirigia, era “meu”. Não precisava pedir permissão pra usar. Podia ir aonde eu quisesse. Meus hostparents, pediram para que eu não deixasse outra pessoa dirigir o carro e pediram também que caso eu quisesse viajar com ele, que conversasse com eles antes. Sempre aluguei carros para viajar, porque me parecia a melhor opção. Acho que no fundo eu ficava com pena do meu carro. E o bom de alugar um carro é que você tem a experiência de dirigir outros carros (que as vezes são mais legais que o seu). A responsabilidade pela limpeza do carro (lavação) era minha, e pra quem leu o post da Barbara, meu carro era uma exceção, estava sempre limpinho e cheirosinho.

lavar_louca

Eu não precisava fazer a limpeza da casa, mas tinha que manter o quarto e banheiro das kids limpos e em ordem, bem como a sala de brinquedos. Eu não precisava me preocupar com a cozinha e o resto da casa, mas o que as kids sujassem, eu tinha que limpar. Ou seja, a louça do nosso almoço era comigo, porque era só eu e as kids. Mas a louça da janta, mesmo quando eu jantava com a hostfamily, não era minha responsabilidade. É claro que eu sempre ajudava como podia, muitas vezes eles diziam que eu não precisava fazer aquilo, e tinha vezes que eu saia correndo porque tinha algum compromisso, mas, denovo, é o bom senso que manda, e como parte da família você deve fazer a sua parte.

Não consigo pensar em outro ponto agora. Mas se por acaso eu deixei escapar alguma coisa, por favor me avisem que eu escrevo a parte II deste post! =D

9 comments

  1. Guilherme disse:

    eiiii.. como sempre, posts perfeitos de parabéns…. gostei da parte do carro só seu principalmente por não ficar responsável pela ”lavação”..kkkk bjos!

    • Simone disse:

      Oi Guilherme, obrigada pelo comentário. Eu, na verdade, era responsável sim pela lavação do carro, talvez meu texto tenha ficado meio confuso. Mas lavar o carro a cada 2 semanas era uma tarefa bem agradável, eu o levava em um daqueles lava-rápidos ondem eles fazem a impeza interna e externa do carro em 15 minutinhos! Supre prático, e você podia assistir a tudo! Naquela época eu pagava uns 17 dólares por isso, e valia muito a pena pelo serviço deles!

  2. Bruna disse:

    Otimos pontos de vista, Simone! (:

    A gente não pode esquecer que tudo depende do bom senso de cada um, né? Tanto das meninas, au pairs, como das famílias.

    Um beijão!

  3. carla jaci disse:

    ola.muito boa a colocacao de voces. ouvi dizer que voce pode pedir o que vc quer comer para familia, tipo feijao, certas frutas e tal. voce pode pedir a eles?tipo, eu quero comer essa semana feijao, frango ou carne??
    como fica em relacao a alimentacao???
    muito obrigada
    bjinhos

  4. Aline Anne disse:

    Meninas,

    Estou tomando as providências para viajar como au pair e uma das dúvidas que tenho é sobre utilização de secador na casa (por favor, não me julguem como fútil, é que vcs não conhecem minha franja…rsrs). Minha dúvida maior é como a família olha isso no que diz respeito a gasto de luz e essas coisas sabe.

    Alguém tem alguma experiência pra compartilhar?

    Tks e Bjs

    • Simone disse:

      Aline, pra ser honesta com você acho que a maioria das families não se importa se você usa secador ou não. Até por que as mulheres (e adolescentes) também usam secador, chapinha e todas essas coisas. Ter uma au pair não é barato para a family, isso significa que elas devem ter dinheiro, seguindo essa lógica, a conta de luz não deve ser a maior preocupação que elas tem. Eu posso estar errada, mas acho que é mais ou menos por aí. Bjo

  5. Raiza disse:

    muito sortuda voce, espero cosneguir uma familia assim ! hahaha

  6. Naira disse:

    Simone, eu queria saber mais a respeito de trajes de andar pela casa.. rss
    eh permitido andar de pijama ou de roupa mais curta qndo ta calor?? claro que tem que levar em conta o bom senso, mas como as familias veem isso?

Leave your Commnet!