23 mai 2010

O Retorno – minha experiência.

Categoria: Au Pair is..., Medo

Por:

No aeroporto: passei pela Receita Federal sem problemas, ainda bem, porque eu só tinha 24 dolares na carteira. Foi tudo o que restou depois de 2 anos nos Estados Unidos. No regrets. Vi a família, chorei um pouquinho, ganhei uma flor e fomos almoçar num restaurante pra encontrar outros parentes. Eba!

O resto: tudo parece maravilhoso, os amigos continuam seus amigos, eu sabia onde estava e não tinha mistério algum andar pelas ruas. Eu estava “de volta pra casa…” como cantou Cassia Eller. Consegui um emprego de professora de ingles em 1 mês.

Depois: a rotina dos amigos chegaram e eu não fazia parte dela. Meu quarto já não era tão meu, achei que tinha chegado a hora de virar visita na casa dos meus pais. O emprego era legal, mas as condições nem tanto. As ruas da cidade nunca estiveram tão sujas, nem sabia que minha cidade tinha o maior número de gente feia e mal educada por metro quadrado.

Durou 1 ano e meio, eu cansei e estava bem desiludida com meu país. Tudo estava errado. Voltei pros States. Tinha um namorado por lá e muitos amigos, que me acolheram por 6 meses, o tempo do meu visto de turista. Vivi meu “California Dream”, mas não deu certo, desmanchei com o namorado no aeroporto, quando estava retornando ao Brasil e tudo que trouxe comigo dessa vez, além das dezenas de Victorias Secret pra vender no Brasa, foi um certificado de inglês, o CPE.

Dessa vez eu voltei bem focada. Peguei meu seguro desemprego, fiz o cursinho semi intensivo e passei na faculdade que queria. Estou ‘a beira de completar 27 anos de idade. Cidade nova, casa nova, amigos novos, faculdade nova. Parece até mesmo um segundo intercâmbio, mas dentro do Brasil. Continuo dando umas aulas de ingles pra complementar a renda, mas agora eu cobro um pouquinho mais. Eu tenho CPE poxa vida! rs…

Uma coisa a gente aprende com esse tal Au Pair: a recomeçar sempre que for preciso e sem grandes medos.

ps.: minhas 2 irmãs tb foram au pairs. Qd voltaram conseguiram ótimos empregos, melhores do que os q tinham qd embarcaram e antes dos 30 anos compram um imóvel. Uma é jornalista e a outra auditora. Eu escolhi ser professora.

6 comments

  1. Jéssica disse:

    ADOREI este post !!!
    Tem muito a ver com as coisas que estão passando pela minha cabeça… o “medinho” da volta…
    E essa história de recomeçar se for preciso é perfeita…

    Mto bom mesmo!

    Bjosss

  2. Karen C. disse:

    Oi Barbara..
    Sou Au Pair e estou a poucos dias de voltar para o Brasil.Obrigada por compartilhar um pouco dos seus dois anos, e o mais importante ( pra mim)a volta. Seu texto foi sincero e motivador.

  3. q bom q pude ajudá-las de alguma forma!

  4. Steve disse:

    Oi Barbara..
    Sou Au Pair e estou a poucos dias de voltar para o Brasil.Obrigada por compartilhar um pouco dos seus dois anos, e o mais importante ( pra mim)a volta. Seu texto foi sincero e motivador.

  5. ivy carvalho disse:

    Achei bem legal seu comentário, é isso mesmo que a gente sente, um pouco de medo, a readaptaçao parece mais difícil que a adaptacao…..aqui é diferente, eh mais sujo, mais complicado, mais perigoso, mais caro, mas já era assim quando a gente saiu neh? a gente soh nao sabia pq nao conhecia o diferente, temos q alem de aprender a viver fora, reaprender a viver dentro do nosso proprio pais! Quem sabe nao somos nós as responsaveis por trazer pro nosso país boas idéias?!

  6. Não vejo a hora do meu momento Au Pair chegar! Nunca estive tão focada e vocês me ajudaram muito com todos os posts, cada dia eu leio alguns.. Grandes dúvidas já se foram, tinha medo de que 22 anos seja tarde, mas “nunca é tarde”!

    Bjs!

Leave your Commnet!