14 out 2011

Procedimentos de segurança em aeroportos e rodoviárias

Categoria: Dicas, Viagens e Passeios

Por:

Recentemente estive nos EUA de férias, e fiquei aproximadamente um mês viajando. Durante esse tempo, estive em NYC, Connecticut, Boston, Orlando e Miami. Andei de metrô, taxi, ônibus, avião… e tudo carregando as malas.

Após os atentados de 11 de setembro, a segurança no país foi super reforçada. Enquanto eu estava lá, houve um atentado em  Madri, o que serviu pra reforçar ainda mais a segurança. Nos aeroportos passaram então a proibir qualquer líquido na bagagem de mão. Depois de um tempinho liberaram os líquidos a pequenas quantidades. E essa regra de segurança ainda é válida. O que se permite são embalagens de até 100ml. E sim, eles são rigorosos. No trajeto entre Boston e Orlando, tinha deixado uma embalagem de xampu com aproximadamente 200ml na bagagem de mão. Eu sabia da exigência, porém não acreditei que uma simples embalagem de xampu, das médias, traria problemas.

Na verdade, o procedimento de segurança começa quando entramos no portão de embarque. Temos que tirar sapatos, blusas de frio, cintos, relógios, notebooks das malas… bem, preparem-se para isso quando forem pegar um avião nos EUA. Também há um raio X no qual as pessoas têm que passar, levantando os braços em uma determinada posição durante alguns segundos. Quando minha mala passou pelo outro raio X, um agente percebeu alguma coisa. Pediram então que abrisse a mala, e uma agente começou a fuçar nela, procurando o que o raio X tinha acusado. A mala estava “meio” bagunçada, já que após alguns dias de compra estavam sobrando coisas e faltando espaço nas malas. Ela começou a mexer mas não encontrava. E isso ela não me deixava nem relar na mala, pedindo que eu me afastasse. Enfim ela achou o inofensivo xampu de kids (levei esse pq a embalagem era menor). Como já havia despachado as outras malas, acabei jogando o xampuzinho fora. Na hora de fechar a mala foi meio difícil, e ela não quis minha ajuda novamente. Enfim conseguiu fechar  e eu pude seguir viagem.

Depois, de Orlando a Miami peguei um ônibus na rodoviária. Lá, novamente, minha bagagem foi aberta. Mas dessa vez nem o policial quis revistar. Estava muito bagunçada. Então na verdade ele só abriu e fechou, sem mesmo mexer em nada. Voltei ao Brasil de Miami, parando e Manaus. E sim, fui parada pela alfândega. Na verdade, até mesmo no voo entre Guarulhos e Nova Iorque eu fui “convidada” a me sentar e retirar meu tênis para que um agente de segurança do aeroporto revistasse-o, já dentro do túnel de entrada para o avião. Não sei se eu que não tive muita sorte, mas fui pega por todos esses procedimentos de segurança e é sempre um saco.

Na verdade isso tudo é pra apenas dar uma dica: evitem os líquidos nas bagagens de mão, a não ser que sejam em embalagens realmente pequenas (isso pode evitar situações desagradáveis) e também usem roupas e sapatos que possam ser removidos facilmente, já que nos aeroportos nos EUA você terá que passar por esses procedimentos e é sempre bom evitar dor de cabeça.

Tirando tudo isso, é só fazer as malas e boa viagem!!

1 comment

  1. Ludmila disse:

    Olá meninas, tudo bem?
    Primeiramente, parabéns por este portal que tanto ajuda nós, futuras au pairs =)
    A respeito deste post, por favor, podem me tirar uma dúvida? A limitação das embalagens de 100ml se aplica apenas para a bagagem de mão ou é até mesmo para a mala que despacharemos?
    Por exemplo, se eu quiser colocar na mala que vai ser despachada uma embalagem de shampoo de 200ml e um hidratante de 200ml, tem problema também?
    Muito obrigada!

Leave your Commnet!