12 jan 2010

Ser Au Pair é….

Categoria: Au Pair is..., Dicas

Por:

Oi meninas!

Eu sou a Rafaela e esse é o meu primeiro post como colaboradora do Au Pair is. Nice to meet you all, e espero poder contribuir com vocês com toda a minha experiência na área. Além de ter sido au pair duas vezes (nos EUA e na Suíça), eu trabalhei 7 anos em três agências de intercâmbio na minha cidade, que é São Luís, no Estado do Maranhão.

Agora, com isso, vocês já devem estar pensando: “Nossa, do Maranhão para os EUA?” É, minha gente. Do Maranhão para os EUA. Passei bastante frio, imaginem vocês. Mas, acredito que tenha sido a melhor experiência da minha vida. Por causa dela, eu pude conhecer muitos países, além de poder me aprimorar profissional e socialmente, também. Como eu já trabalhei com intercâmbio e sei dos pormenores, tenho sido perguntada esses dias sobre as vantagens e desvantagens do au pair. Muitas amigas minhas e amigos de amigos me procuram pra esclarecer suas dúvidas.

Gente, ser au pair é, essencialmente, gostar de crianças. Se você tá indo pra ser au pair só por causa das vantagens que o programa oferece, esqueça. Você tem que pelo menos gostar do que vai fazer, senão os seus próximos 365 dias (ou o dobro disso) serão um suplício. E garanto que, quem vai, não se arrepende, desde que saiba ser flexível e se adaptar a tudo o que for diferente. Sim, porque, tudo é diferente. TUDO mesmo! Você vai morar numa casa que não é sua, mas você vai chamar de sua; com uma família que não é a sua, mas você vai chamar de sua; a cultura é diferente, o clima, a comida, as pessoas, a sua pele fica diferente, o seu cabelo… até o travesseiro é diferente, gente. E, além disso, a sua cabeça fica diferente, também. Uma viagem ao exterior muda sua concepção de mundo. Você começa a perceber que existe muito mais vida além do que você está acostumado a ver – e a participar – e que as pessoas são diferentes. Parece muito poético, mas eu garanto que é verdade. E que você não vão se arrepender de testar o que estou falando.

Ser Au Pair não é só ser uma mão de obra barata. Nós não somos mão de obra barata, diga-se de passagem. Uma família, pra nos ter em casa, paga quase 13 mil dólares pra agência – o que faz com que nós não paguemos tanto pra agência no Brasil. Além disso, só o fato de uma família americana, que é super diferente da nossa, abrir a casa deles pra uma pessoa que eles nunca viram, ja é de se admirar. Ser Au Pair é poder compartilhar momentos únicos com várias outras meninas doidas que nem nós, que saíram de casa para morar na casa dos outros e cuidar dos filhos dos outros.

Aí chega a parte boa: viajar, conhecer gente nova, aproveitar e falar uma nova língua. A partir daí, você vai percebendo que o seu objetivo pode ser maior, e que você pode ir mais além – porque nao ficar e tentar um mestrado? Tudo LEGALMENTE, lógico. E vai percebendo que aquele amigo seu, da Turkia, te acrescentou tanto com as doidices da cultura dele, e que aquela amiga Thailandesa acha que no Brasil todo mundo é muito liberal, ou as européias, que pensam que aqui é tudo festa…. você percebe que essas pessoas também mudaram a sua cabeça. Percebe que o mundo não se resume ao Rio, a São Paulo, ao nordeste…. percebe que seu dinheiro é pouco pro tanto de coisa que você poda fazer, mas que agora, falando inglês, você tem um diferencial no mercado de trabalho e pode conseguir outro emprego bem melhor, que vai te levar mais longe e te deixar fazer o que vcê quiser…

E vai levar de lá muita coisa boa, muita aventura bacana, muitos amigos pra toda vida – que você talvez nem veja mais no futuro, mas que foram muito importantes pro seu crescimento fora. Vai levar experiência e coragem, e vai derramar rios de lágrimas quando estiver chegando a hora de voltar pra casa…

É, gente… ser au pair é crescer, partilhar, amar e, claro, se aventurar bastante.

Tchaubeijomeliga! ;*

Rafa

10 comments

  1. Amanda disse:

    Oiee, Rafa adorei o post…
    ja to me programando para fazer o au pair ha uns 6 meses, ja to montando meu dossiê…OMG mas sao tantas dúvidas, aflições tantas decisões…mas o q me deixa mais insegura é o ingles…
    por mais q estude e pratique, e ja to fazendo ateh aula particular, me da um medo de chegar lah….parace q o nivel nunca eh suficiente… e depois fico pensando em cada detalhe…o medo do desconhecido…como sera, tudo…
    OMG….help me!!!

    • Rafaela disse:

      OI Amanda!

      Não te preocupa com o inglês. Claro que você vai ter que estudar até chegar lá (e enquanto estiver lá também), mas ele vem meio que por osmose… você nao vai ter jeito senão aprender.
      Dá medo mesmo… eu morria de medo de nao saber falar. Vou até fazer um post sobre isso, rs!
      Relax girl! E vai fundo!

      bjos

  2. Patricia Zocchio disse:

    Olá Rafaela,
    Gostei muito do seu post. Você conseguiu traduzir de forma espontânea o que é realmente o programa de Au Pair e os benefícios que esta experiência pode trazer para sua vida.
    Parabéns pela iniciativa de colaborar com este blog maravilhoso.
    Se você se interessar em promover o Au Pair in America e a Experimento em São Luis entre em contato conosco atravé do e-mail dteixeira@experimento.org.br
    Um abraço,
    Patricia

  3. Cris disse:

    Adorei o post!O site está sempre ótimo!

  4. Carolina disse:

    Rafa, estou entrando em pânico, rs* Esta chegando 2011, data do meu intercambio e precisava trocar experiencias com alguem que realmente saiba do que esta falando.

    Me mande um e-mail…

    srá um prazer,

    abraços

    Cacau

  5. Andréa disse:

    Rafaela,
    Adorei seu post!!!
    Como você conseguiu ser au pair na Suiça? Deve ter sido maravilhoso!!! Me conte mais sobre isso, PLEASE??!!
    Tô esperando!!!
    Bjs
    Andréa

  6. marcela disse:

    Oi Rafa…
    Adorei seu post muito bom…
    Estou me preparando pra ser au pair tbm e gostaria de conversar com outras meninas que já participaram do programa…
    O Slep Test é mto dificil??
    valeu
    =*

  7. Larissa disse:

    Oi Rafaela, td bem? Estou procurando seu e-mail mas não está disponível aqui no site, né? Fui au pair na Irlanda e agora estou pensando na possibilidade de ir pros USA.. Quero muitoooooo falar com vc sobre as suas experiências visto que vc foi tanto na América qto na Europa tb.. Nem sei se vc vai ver esse comentário, mas se ver pleaseeee, entra em contato comigo.. larissa_asantos@hotmail.com! Ou então deixa seu e-mail aqui que eu pego pra te escrever! rsrs, obrigada desde já!!! Bjs !!

  8. Jéssica disse:

    Oi Rafaela,
    Eu tbm gostaria de conversar com você, pois tenho interesse em ser Au Pair na Europa, gostaria de saber por qual agencia você foi. Se puder entrar em contato comigo agradeço. jkarol_1555@hotmail.com! Jéssica

  9. Camila Santos disse:

    Oi, Rafaela! Gostei muito do seu post. Já me esclareceu algumas dúvidas. Quantos anos você tinha quando se tornou au pair pela 2ª vez? Estou pensando em participar desse programa também, mas preciso terminar minha faculdade antes e tô com um pouco de medo de estar meio “velha” até lá, rs. Estarei na casa dos 25 (+/- em 2016). Obrigada.

Leave your Commnet!