10 jun 2016

Tempo online, famílias e match

Categoria: Au Pair is..., Dicas

Por:

Oi pessoal, tudo bem?

 

Quando eu estava online buscando pela minha host family, sempre buscava informações sobre o tempo que outras meninas ficaram online, quantas famílias haviam falado e quanto tempo foi necessário até o match.

Pois aqui estou para contar um pouco do meu processo pra vocês:

Entreguei toda a documentação e em 15 dias fiquei online. Depois que fiquei online perdi todo o controle! HAHAH, acho que acontece com todo mundo! Ficava entrando no site de 10 em 10 minutos… e quando recebia e-mail de família quase tinha um treco…

Depois de 2 dias que eu estava online entrou a primeira família no meu perfil… foi amor à primeira vista. Talvez por ter sido a primeira, achei que ia dar match e super me empolguei… já me via morando a família, pesquisando sobre a cidade, o que faria no meu tempo livre… trocamos vários e-mails e fizemos 3 skypes..até que eles me disseram que queriam match com outra au pair.

Depois disso entraram mais 8 famílias no meu perfil. Fiz Skype com quase todas, mesmo aquelas que eu não havia gostado muito, pois pensei que seria uma oportunidade de praticar o inglês.

 

Minha família foi a 5ª a entrar no meu perfil e logo de cara já pensei “não quero porque tem adolescente”. Queria cuidar de crianças mais novas. Mas, pensando em praticar o inglês, topei fazer o skype. E aconteceu que a família era maravilhosa! A host super simpática, o host gente boa, as crianças muito fofas e bem comportadas. Depois de 5 Skypes e muuuitos e-mails tivemos o match!! Estou nessa família há 10 meses e os amo muito!! Fiz muitaaass perguntas e conversei com todo mundo da família pra ter certeza que não teria surpresas.

Resumindo: fiquei 24 dias online e conversei com 9 famílias. Lembre-se de que o meu tempo pode não ser o mesmo que o seu. Preocupe-se em escolher bem a família e não em vir logo, pois todo mundo tem sua hora! Capriche no perfil e mantenha-se ocupada para não freak out procurando a host family.

 

Boa sorte no processo de todas!!

Beijos,

Vanessa.

 

 

No comments

27 ago 2015

O que considerar na escolha da sua futura família?

Categoria: Au Pair is..., Dicas

Por:

Hello Girls! Como vão vocês?

Bom, acho que essa é uma duvida de todas as meninas, e quero dar a minha opinião.

Como eu já passei por isso, sei que quando vamos na agência e ficamos online depois de um certo tempo para conversar com as famílias, todas as meninas ficam super ansiosas e acabam tomando decisões precipitadas. Primeiro, antes de tudo, CALMA E RESPIREM FUNDO! Quando aparecer uma família no seu perfil, sempre tenham em mente: Preciso saber se eles serão um bom match para mim e vice versa! Aparecer uma família no seu perfil não significa que vocês precisam fechar logo de cara!

Existem muitas perguntas que precisam ser feitas em um primeiro contato por Skype, em relação as crianças e a família, porém vocês vão ter que entender como é personalidade de cada um e se eles se encaixam com vocês. Lembrem-se, vocês viverão 1 ano com eles, e se vocês tiverem um bom convívio, não existirá a chance de rematch, certo? Acho que é isso que todas procuram.

Também existem as perguntas pessoais, como onde é área que vocês vão viver, o seu tempo livre, seu schedule, questão de carro e muitas outras coisas. Não se foquem em apenas um ponto, ou seja, muitas meninas rejeitam famílias apenas porque não terão carro. No meu ponto de vista, isso depende demais!!! Eu não tive carro no meu primeiro ano, e sinceramente nunca precisei, morava perto do metro aqui em Washington DC e sempre pude ir para qualquer lugar. Então antes de rejeitar, pergunte quais as outras formas de locomoção.

Na ansiedade de querer vir logo para o States, muitas meninas acabam fechando com a primeira família que conversam. Se vocês não se sentirem confortáveis com a família, não fechem! Lembre se sempre que não será 1 dia e sim 1 ano!!!!!

Acho que é isso por hoje meninas! Duvidas me escrevam!

Beijossss

No comments

14 abr 2015

Como tudo começou. 2

Categoria: Au Pair is..., Dicas

Por:

Bom, como eu disse consegui entregar  tudo no fim de dezembro. Mas aí veio natal, ano novo… e enfim em janeiro fiquei online pras familias. E começou a agoniante espera :( infelizmente  eu tinha muitos fatores que me desfavoreciam pras famílias, a idade (fiquei on com 19), o fato da cnh ser recente (na Apia vc so fica como frequent driver se tiver mais de 6 meses de carteira), e não ser infant qualified.

Esperei, esperei, esperei. Já tava supeeeer desanimada quando com QUATRO meses online apareceu a primeira familia, que eu adorei (vou fazer um post futuro falando sobre as famílias  que conversei ), mas não rolou match.  Duas semanas depois apareceu outra, e uma semana  depois apareceu a minha, que eu finalmente  tive o match, com CINCO meses on.

Maaaaas, a demora valeu a pena porque estou tendo um ano ótimo. Obviamente tem seus altos e baixos mas não PODERIA pedir por um schedule melhor.

Bom  meninas, por hoje é isso. Essa foi minha saga pra me tornar uma au pair, desde ir atrás dos docs até ficar on.

No próximo venho contar pra vcs como foram os Skypes com as famílias e o que contou mais pra mim na hora de ter um match.

Beijoooos.

6 comments

13 fev 2011

Para onde devo ir?

Categoria: Au Pair is..., Dicas

Por:

Essa pergunta acho que passa por todas as futuras au pairs. Porém, como já foi dito aqui no blog, a resposta não é assim tão simples.

É claro que o sonho de quase todo mundo é ir pra Califórnia ou lugares super badalados. Porém o que acontece é que a oferta de famílias nesses “lugares dos sonhos” não é tão grande quanto o número de au pairs do mundo todo querendo ir para os EUA.

No programa, depois que seu application foi para a internet para que as famílias tenham acesso, as host families visitam os perfis das au pairs e entram em contato com aquelas com as quais se identificaram mais. Assim, uma au pair pode ter contato com várias famílias, do mesmo modo que as famílias têm contato com diferentes au pairs. E au pair e família têm que fazer o match, ou seja, os dois têm que se escolher.

Desse modo, os locais para onde você pode ir variam de acordo com a localidade onde mora a(s) família(s) interessada(s) em você. Ou seja, a não ser que você espere muito, seja sortuda ou queira ir para um lugar com muitas host families, dificilmente conseguirá ir para uma determinada cidade ou estado.

Como disse em um outro post, acho melhor escolher a família pelo que ela é do que pelo lugar que ela mora. É claro que você tem que avaliar, colocar na balança e escolher o que acha melhor pra você entre as opções disponíveis.

Quando as famílias entrarem em contato, pergunte sobre a cidade. Se é grande,se é pequena, perto de onde, o que tem pra se fazer, como é o clima…afinal, seu próximo ano será nesse lugar. Além de perguntar, pesquise sobre o lugar e redondezas. Jogue no Google a cidade e estado, bem como a cidade grande mais próxima e pesquise os arredores. Vá ao www.weather.com e pesquise o clima do local. Lá você encontra até a média da temperatura ao longo do ano. E pesquise também universidades e community colleges naquela área. Seja curiosa. Pesquise tudo. Até mesmo o que possa não ser muito útil.

Porém, mais uma vez digo: escolha a host family pelo conjunto do todo. Veja com qual se sente mais confortável, qual acha mais parecida com o seu perfil, a idade das crianças de sua preferência, condições que oferecem, schedule e TAMBÉM pelo local em que vivem (e não apenas ir por este último item).

3 comments