7 mai 2015

Sobre como é namorar um americano ♥

Categoria: Au Pair is..., Cultura

Por:

Há seis meses atrás conheci o meu namorado em uma festa de halloween! Não vou dizer que foi amor a primeira vista porque não foi! haha  Na verdade nem achei que fosse durar tanto tempo, mas enfim…

Americanos são complicados, cheios de verdades e de si mesmos. Não posso dizer isso de todos os americanos porque até hoje só namorei um. Mas são os mais românticos ever ♥  Eles nos colocam em um pedestal e fazem de tudo para nos agradar e nos ver feliz, se importam e são sempre atenciosos. Meu namorado é um fofo sempre cozinha para mim e faz o melhor chilli ever, e por ele ser meio que mexicano, é por causa dele que agora eu adoro comer comida mexicana. Nós sempre assistimos nossos seriados favoritos juntos, e mesmo que não estejamos juntos, estamos mandando mensagens um pro outro para comentar sobre o episódio. Ele sempre paga a conta, mesmo eu implorando para dividir. Ele sempre arruma o quarto antes de eu chegar na casa dele (e sempre que chego está desarrumado, mas é muito fofo ouvi ele dizer que arrumou só por minha causa haha). Sempre me acorda perguntando se quero café, com o café já quase pronto. Sempre vai comigo ao shopping para poder me ajudar a carregar as sacolas, e segundo ele esse é o trabalho deles. Elogia as roupas que gosta de me ver usando. Sempre há elogios. Sempre corrige o meu inglês ou minha pronúncia. Sempre faz piada se falo alguma coisa muita errada em inglês, até hoje fico o marco do retard, eu disse retardad ao invés de retard. Me ajuda nos homeworks. E sempre mata as centipedes que aparecem no meu quarto haha. Lembra exatamente a data em que nos conhecemos.

Os americanos aqui fazem de tudo para suas mulheres, não é que nem no Brasil que ainda existe essa história de que mulher tem que cozinhar, lavar roupa e cuidar dos filhos. Pelo que vejo, aqui os maridos fazem de tudo, cozinham, cuidam dos filhos, cortam grama, limpa sujeira das crianças, só não lavam roupa (pelo menos nunca vi o meu host fazendo, mas de resto). Eu vejo que eles sempre querem agradar que as mulheres. Uma vez minha hosta estava usando um sapatilha super fofa e meu host não gostou muito, no outro dia ele voltou com uma bota linda e maravilhosa para ela *-* Sem contar da vez que ele me pediu para ficar com as crianças por umas horinhas para poder levar ela ao novo parque que abriu na cidade. Eu acho americano super fofos e atenciosos, não to falando que homem brasileiro não é. Só que americano é mais haha. Espero que tenham gostado, Beijoos :*

 

17 comments

25 fev 2015

Namoro X Intercâmbio ??

Categoria: Au Pair is...

Por:

Sobre relacionamentos a distância…

Eu sou uma pessoa suspeita a dizer, mas mesmo assim vai aqui minha singela opinião e experiência sobre o assunto.

Antes de me tornar uma Au Pair eu estava namorando a mais de um ano e meio. Meu namorado sempre me apoiou nessa decisão, estava comigo em todos os momentos, inclusive ele foi comigo na agência para fechar o programa. Ele foi uma das peças chave para o meu intercâmbio, porque sem ele eu não estaria aqui. Eu pensei em desistir várias vezes e ele sempre me pois para cima.

Depois do meu match, estava combinado que não continuaríamos juntos. Que cada um teria a liberdade de fazer o que bem entender mas que iríamos esperar um pelo outro. Eu sempre tive na minha cabeça que se fosse para ser, seria! E não queria vir para cá comprometida e cria coisas na minha cabeça do que ele estaria fazendo no Brasil e etc.

Nós terminamos há um meses atrás. Mais não pelo fato da distância, mais por parte minha.

**** O que quero dizer com isso, é o seguinte:

Se você tem lá o seu namoro, rolo, amigo colorido, whatever* E está pensando em ser au pair, ou tá no processo ou coisa do tipo. Aqui vai meu conselho, não deixe de vir por causa de ninguém. Muitas meninas acabam ficando com medo de vir por causa do namorado e etc e acaba não vindo. Você tem correr atrás dos seus sonhos, e se não for você a conquistar, ninguém vai trazer para você embrulhado numa caixinha de presente haha.

Já vi meninas voltarem pro brasil e casar, estar namorando aqui e dar super certo, meninas que estão noivas e tão preparando o casório para quando voltar brasil e etc. Não se baseie na minha história, por que cada relacionamento é diferente e cada história é uma história. Eu terminei com meu namorado, não porque estávamos distantes, ciúmes ou coisas do tipo. Mas porque eu mudei, desde que vim para cá eu comecei a ver coisas de uma forma diferente, e minhas prioridades agora são outra, eu quero estender o meu programa e não seria justo pedir pra ele me esperar por mais um ano. Eu não posso parar a vida dele enquanto eu faço a minha, então, achei melhor terminar. E se um dia eu voltar pro Brasil quem sabe a gente volta. Mais tenha na sua cabeça o seguinte: O que for pra ser, será!

Venha sabendo que pode acabar casando com seu namorado tendo filhos e etc, mais que também vocês podem acabar terminando ou coisa do tipo.

Esse texto, foi mesmo para vocês saberem os dois lado da moeda. Espero que tenha ajudado, beijoos :*

 

 

9 comments

13 fev 2011

Minha experiência com namorado e Host Family

Categoria: Au Pair is..., Cultura

Por:

Comecei a namorar no meu sétimo  mês como Au Pair. Já estava super acostumada com minha Host Family, porém nunca fui de ficar contando tudo sobre minha vida particular pra eles, mas também não escondia quase nada. No meu primeiro date com o depois (e agora ex) namorado, eu contei à minha host mother que estava indo a um date, com um guy que havia conhecido alguns dias antes. Ela só me disse para ter cuidado e, caso precisasse, não hesitar em ligar para eles.

Depois que comecei a namorar, ele ia me buscar em casa, porém não entrava. Uma das regras era “no boys allowed”. E eu respeitava isso.

Meus hosts nunca me perguntaram diretamente se eu estava ou não namorando, porém sabiam que eu estava. Apenas quando fomos jantar no meu aniversário, um mês antes do meu ano como Au Pair terminar ( 4 depois daquele meu primeiro date), é que eles me “contaram” que  sabiam que eu estava namorando e eu não precisava esconder (risos). Daí eu disse que não escondia, só não tinha falado abertamente porque tinha conhecimento que eles já sabiam. Mas não ficou um clima ruim. Alías, meu host father tem o dom de fazer piada de tudo.

Depois disso, ele chegou a ir na casa da família algumas vezes, em festinhas ou aos finais de semana, quando eles estavam em casa. A única vez que ele entrou na casa sem os host parents foi quando me levou ao aeroporto e me ajudou com as malas, no final do meu primeiro ano.

No meu segundo ano, quando mudei de família e estado, ele chegou a ir me visitar e não ficou na casa da host family, porém foi conhecê-la.

Como a Carol disse, depende muito da família. E também do bom senso. Não faríamos nada na casa da host family que não faríamos em nossa própria casa.

2 comments

11 fev 2011

Namoro X Host Family

Categoria: Au Pair is..., Dicas

Por:

Essa dúvida surgiu da nossa leitora e vamos esclarecê-la.

As famílias sabem que somos jovens e que é natural podermos conhecer alguém e nos interessar mais seriamente nessa pessoa, por isso a relação deles com possíveis namoros das au pairs é bem tranqüila.

Evidentemente há regras como em qualquer família, não é permitido levar o rapaz para dormir na casa (nem quando você estiver sozinha – caso a family viaje), ou seja, basicamente você não fará lá o que não faria na sua casa do Brasil.

E caso seu namoro seja sério mesmo e seu relacionamento com a host family seja perto da perfeição, eles ficarão contentes em conhecê-lo e para isso vocês podem marcar um jantar juntos.

Tive uma amiga au pair que conheceu um francês e namorou sério durante 1 e meio (ela ficou 2 anos no programa – aliás, ela casou com ele no fim das contas), a família dela sempre respeitou muito o namoro e aos poucos eles foram apresentados e ele até freqüentava algumas festas da família (aniversários, churrascos, etc), ou seja, a regra do “DEPENDE” entra em ação mais uma vez.

Talvez a sua família possa não querer um contato muito próximo, mas com certeza eles vão querer saber com quem você está saindo, é velha história da responsabilidade, afinal somos independentes, mas moramos com eles e são eles quem respondem pela nossa segurança.

Se você tiver um namorado no Brasil, é provável que ele vá te visitar e aí talvez a sua família possa abrir uma exceção para você recebê-lo na casa. As famílias também costumam ser compreensíveis quando estamos em um dia ruim por causa da saudade, mas também não podemos fazer muito drama, afinal a escolha foi nossa.

Em qualquer caso o ideal é sempre não esconder nada, não há motivos para isso, e conversar sempre.

Ah, já fizemos outros posts sobre como é um date com americanos, façam uma busca no blog que vocês encontrarão.

2 comments