8 out 2012

Tchau USA…a saga de deixar de ser Au Pair

Categoria: Au Pair is...

Por:

Sumida eu? Imagine… tô sumidaaassa!

Verdade é que eu não queria que isso tivesse acontecido, mas voltar pro Brasil depois de um ano de sucesso nos EUA, não é mole.

Não é fácil porque tem malas pra fazer, coisas pra resolver e despedidas…ah, as despedidas…

Bom, tenho muito pra contar pra vocês, mas vou começar pelo meu último dia na casa da host family.

Gente, é muito complicado dar tchau pra todo mundo. Não sei se a maioria se sente assim, mas eu fiquei com um ‘buraco’ no peito. Poxa, eu não sei quando terei a oportunidade de revê-los (apesar de terem deixado portas abertas para mim).

Enfim…

Antes da minha última noite como Au Pair, tive a oportunidade de passar meu último feriado judaico com a host family. Celebramos o Rosh Hashanah e, no meio do jantar, meu host pede a palavra e faz um discurso lindíssimo sobre mim. #todoschoram

Na noite de terça-feira (18/09), saímos para jantar em um restaurante escolhido pelas kids (o ‘nosso’ restaurante, segundo eles). Mais discurso, mais lágrimas e um photobook lindo feito por eles, com vários de nossos momentos.

Jantar de despedida =(

Jantar de despedida =(

Depois tivemos uma noite de jogos, regada a risadas e diversão. Também recebi a visita das minhas amigas e muitos presentinhos delas.

Na manhã do dia 19, o clima era aquele de se esperar. As crianças não conseguiam olhar na minha cara e nem eu na deles. Dirigi pela última vez para a escola e eles ficaram lá, acenando por eternos minutos pra mim.

O que eu quero deixar de recado aqui (além de todas essas lágrimas) é que, a vida de Au Pair não é fácil. Muitas coisas acontecem, dias de solidão, de choro e saudade…mas também pode ser muito bom. Se você tem claro em sua mente o seu objetivo, trabalhou por um bom match (e conseguiu), esse pode ser o melhor ano da sua vida!

Meus hosts, em conversas separadas, disseram que de todas, eu fui a melhor Au Pair. Vocês podem pensar: “Ah, mas eles devem falar isso pra todas”… e eu explico que, pelo pouco que os conheço, eles não falariam isso por nada.

Eu trabalhei lá e trabalhei com amor. Larguei tudo aqui e fui pra lá com o objetivo de estudar e aprimorar o inglês, mas sabia também do meu comprometimento com a host family. Fiz com dedicação e o resultado não poderia ter sido outro.

Desejo toda a sorte do mundo para todas as meninas que já estão nessa saga e para as que sonham em um dia ter essa experiência na terra do Tio Sam.

Um beijo e eu volto para contar mais sobre a viagem de volta e outras cositas!

=D

3 comments

  1. Pamela disse:

    Nossa eu só tenho o match, vou em janeiro e já imaginei uma despedida triste que nem vc está dizendo… deu vontade de chorar só de ler imagina vc que ta vivendo isso, desejo boa sorte pra vc na sua volta = ]

    bjs

  2. Carol Brotto disse:

    Chorei horrores!!!! :(

  3. Verônica disse:

    Olá, Rachel!
    Poderia passar seu e-mail para que eu possa entrar em conato e sanar algumas duvidas??

    Desde há agradeço!

Leave your Commnet!